Encontre no blog

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Sat Chakra 2009 - Regina Claro

Pessoal,

Seguem as fotos do Sat Chakra do Estúdio Regina Claro.


Trio afinando os violões e as vozes


Concentradas no Sanskrit


Playing 'n' Singing


Auto-retrato: Eloísa e Bia


Antes do início I

Antes do início II



Obrigado a todos pela presença e até 2010 !!!

Namastê,

Luis Mauricio.

domingo, 13 de dezembro de 2009

YOGANANDA - PAZ E SABEDORIA

Todos os dias, você deve sentar-se calmamente e afirmar com profunda convicção: "Nascimento, nem morte, nem casa eu tenho; pai e mãe, não tenho também. Santo Espírito, Eu sou Ele. Eu sou a Felicidade Infinita." Se você repetir sempre essas palavras, dia e noite, finalmente perceberá o que você realmente é: uma alma imortal.

Tristeza, doença e fracasso são conseqüências naturais de transgressões das leis de Deus. A sabedoria consiste em evitar tais violações e encontrar paz e felicidade em si mesmo, através de pensamentos e ações que estejam em harmonia com o seu verdadeiro Ser. Controle a sua mente com sabedoria, direcionando-a para os aspectos positivos da vida. Não se satisfaça com as gotas de sabedoria das escassas fontes terrenas; antes, busque a sabedoria desmedida das mãos de Deus, tão generosas e que tudo possuem.

A paz é encontrada quando nos rendemos ao bem através da devoção. As pessoas que são amáveis, que praticam a quietude interior e que se deleitam com a meditação e com as boas ações, são realmente pacíficas. A paz é o altar de Deus; a condição na qual a felicidade existe.

Concentre sua mente interiormente no ponto entre as sobrancelhas (como na meditação), no ilimitado lago de paz. Sinta o eterno círculo de paz ondulante à sua volta. Quanto mais você observar atentamente, mais sentirá as ondulações de paz se expandindo das sobrancelhas para a testa, da testa para o coração e do coração para cada célula do seu corpo. Agora as águas de paz transbordam as margens do seu corpo e inundam o vasto território da sua mente. A torrente de paz flui além dos limites da sua mente e se move em infinitas direções.

O indivíduo pacífico permanece calmo até quando necessita trabalhar; então ele passa à ação. E tão logo termina, volta ao seu centro de calma. Seja sempre calmo, como o pêndulo, que é imóvel, mas pronto para agir sempre que necessário.

Se você quer viver em paz e harmonia, afirme a divina calma e paz, e irradie somente pensamentos de amor e boa vontade. Viva você mesmo uma vida de plenitude divina, de modo que todo aquele que cruzar o seu caminho seja ajudado só pelo fato de estar perto de você.

Ser controlado pelas oscilações de humor é ser parte da matéria. Se você fixar a sua mente na resolução de nunca mais perder a paz, então você poderá alcançar a graça divina. Mantenha no seu íntimo um santuário secreto de silêncio, onde não será permitida a entrada das oscilações de humor, das aflições, das lutas ou da desarmonia. Todos os sentimentos de ódio, vingança e desejos em geral, devem ser deixados do lado de fora. Neste refúgio de paz, Deus lhe visitará.

Quando você tiver paz em todos os movimentos do seu corpo, e paz em seus pensamentos e na sua força de vontade, e paz no seu amor, e paz e Deus em suas ambições, lembre-se: você conectou Deus à sua vida.

Sê honesto contigo mesmo. O mundo não é honesto contigo. O mundo adora a hipocrisia. Quando fores honesto contigo mesmo encontrarás o caminho da paz interna.

Quando nos tornarmos impregnados com a alegria de fazer os outros felizes, dando-lhes a paz Divina, saberemos então que Deus está Se expressando através de nós.

Quando um enxame de preocupações invadir a sua mente, não se deixe afetar. Espere calmamente enquanto procura o remédio. Pulverize as preocupações com o poderoso antídoto da sua paz.


Namastê,


Luis Mauricio.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Yogananda - A Liberdade

Liberdade significa a capacidade de agir guiado pela alma, e não compelido por desejos e hábitos. Obedecer ao ego leva à escravidão; obedecer à alma leva a libertação.


Até você agir, você é livre, mas depois que agiu, o efeito da ação o perseguirá, quer queira ou não. Essa é a lei do karma. Você é uma pessoa que pode agir com liberdade, mas quando realiza determinado ato, deverá colher os frutos desse ato.


A libertação do homem pode ser definitiva e imediata, se ele assim o quiser; não depende de vitórias externas, mas internas.


O caminho que leva à libertação é o caminho do serviço, ajudando os outros. O caminho para a felicidade é o caminho da meditação e da sintonia com Deus. Derrube as limitações que seu ego lhe impõe; livre-se do egoísmo; liberte-se da consciência do corpo; esqueça-se de si mesmo; ponha fim a esta cadeia de encarnações; embeba o seu coração em tudo, seja uno com toda criação.


Você nem sabe quão privilegiado é por ter nascido na forma de um ser humano. Nisso você é mais abençoado do que qualquer outro ser vivente. O animal não é capaz de meditar e comungar com Deus. Você tem a liberdade de procurar o Senhor e não a utiliza.


A alma está presa ao corpo por uma corrente de desejos, tentações, problemas e preocupações, mas está sempre tentando libertar-se. Se você ficar puxando essa corrente que o prende à consciência mortal, qualquer dia a invisível Mão Divina intervirá, partirá os grilhões e você estará livre.


Poder fazer de tudo o que se queira não é o verdadeiro sentido da liberdade de ação. Você deve examinar até que ponto é livre e até que ponto está sendo influenciado pelos maus hábitos. Ser bom porque isto se tornou um hábito, também não é liberdade. Sentir uma tentação não é pecado, mas ser capaz de resistir e vencer a tentação é força. Isto é liberdade, porque você está agindo por livre vontade e livre escolha.


Quando pelo discernimento e ação correta o homem torra todas as sementes das más tendências acumuladas na mente, cada célula microscópica do cérebro torna-se um trono para um brilhante rei de sabedoria, inspiração e saúde, que canta e proclama a glória de Deus para as células inteligentes do corpo. Os homens que alcançaram este estado são realmente livres. Estes seres liberados não serão tocados pelo karma nas futuras encarnações. Quando reencarnam, fazem-no exclusivamente para enxugar as lágrimas daqueles que ainda estão presos ao karma. Estes mestres liberados estão aureolados por uma invisível luz curativa. Eles espargem, por onde passam, a luz da prosperidade e da saúde.


Swami Sri Yukteswar disse a Paramahansa Yogananda: "liberdade da vontade não consiste em praticar ações de acordo com os ditames de hábitos pré-natais ou pós-natais, nem de acordo com os caprichos da mente. Ter uma vontade livre é agir de acordo com as sugestões da sabedoria e da livre-escolha. Se você sintonizar sua vontade com a minha (a vontade guiada pela sabedoria do guru), você achará a liberdade."


Resolva que você não será mais afetado pelos problemas; que não será mais tão sensível; que não será mais vítima de hábitos e humores; resolva que você será livre como um pássaro.


Você não poderá ser livre enquanto não queimar as sementes das más ações passadas no fogo da sabedoria e no fogo da meditação.


fonte: www.grandefraternidadebranca.com.br/yogananda.htm


Hari OM Tat Sat ...

Luis Mauricio

domingo, 29 de novembro de 2009

Recomeços infinitos

Certa vez, apareceu uma menina moça dentro das marés que nos levam pela vida. Sem dizeres veio se aproximando aos poucos, com uma doçura exótica e um charme atraente a outras marés, que cobria alguns segredos das experiências vividas por ela - o que gerava uma empatia com as minhas próprias vivências.

Aos poucos ocorreu uma aproximação entre ela e eu de uma forma espontânea e descompromissada, que foi se transformando numa amizade multicolorida, despertando dentro daquele jeito discreto outras relações existentes de uma vida movida por atrações, as quais foram ligadas uma a outra me deixando no meio daquilo que poderia ser uma ilusão ou desilusão de alguns momentos.

Mesmo assim seguimos adiante sem muitas aberturas entre os laços que nos ligava dentro da arte dos encontros e desencontros que mostrava outros corações enlaçados naquela pessoa que cobria seus próprios desejos na minha sinceridade. Mesmo assim confiei e segui adiante sem saber o risco que corria no mergulho daquela intimidade ondulante pelas águas turbulentas do tempo de mudança para aquelas pessoas repentinas e apaixonadamente livres. Assim caminhei, nadei, voei e dissolvi nos emaranhados de algo que não há explicação, mas há como expressar na clareza dos olhares cruzados pelo percursso percorrido desta viagem.

O que era uma maré se tornou uma onda e fomos levados nas perdas e ganhos da vida, despertando as impressões e sensações que compõem as emoções e razões dos seres humanos, que sonham por uma evolução entre as diferenças do tempo passado, presente e futuro que não existem dentro do caos gerado pelos cruzamentos deste movimento expansivo sem fim, sem meio e sem começo, apenas com recomeços infinitos do sentido da vida.

Autor: Fernando Carvalho ( http://fazerseryoga.blogspot.com/ )


Namastê,

Luis Mauricio

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Onde você coloca o sal ?



O velho Mestre pediu a um jovem triste que colocasse uma mão cheia de sal em um copo de água e bebesse.


-'Qual é o gosto?' - perguntou o Mestre.
-'Ruim' - disse o aprendiz.

O Mestre sorriu e pediu ao jovem que pegasse outra mão cheia de sal e levasse a um lago. Os dois caminharam em silêncio e o jovem jogou o sal no lago.

Então o velho disse:
-'Beba um pouco dessa água'

Enquanto a água escorria do queixo do jovem, o Mestre perguntou:
-'Qual é o gosto?'
-'Bom! disse o rapaz.'
-'Você sente o gosto do sal?' perguntou o Mestre.'
-'Não, disse o jovem.'

O Mestre então sentou ao lado do jovem, pegou em suas mãos e disse:
-'A dor na vida de uma pessoa não muda. Mas o sabor da dor depende de onde a colocamos. Quando você sentir dor, a única coisa que você deve fazer é aumentar o sentido de tudo o que está a sua volta. É dar mais valor ao que você tem do que ao que você perdeu. Em outras palavras: é deixar de ser copo, para tornar-se um lago.'


Namastê,

Luis Mauricio.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Retiro do Aruna - Espaço Natureza Arco-Iris

Pessoal,

O Retiro do Aruna foi muito interessante. Fizemos leituras de textos sagrados (Upanishads), Workshops (O Corpo e as Emoções), Shiva Dance (balada totalmente SHANTIH!), Práticas de Vinyasa (Power) Yoga e ainda Yoga Nidra.

Agradeço aos amigos instrutores que reencontrei e que conheci por lá, vocês são todos especiais por levarem essa Filosofia aos demais, grande abraço a todos. E também agradeço à equipe do Aruna por proporcionar esse encontro: Anderson, Fernando, Mari e Dona Marcelina - obrigado!

Seguem algumas fotos:


vista do lago


Yuki, "the Dog"


Dona Marcelina, Ciro, Magali e Luis na leitura da Upanishad


Anderson e seu turbante


Massagem da mãe é sempre bom!


Magali e Fernando num momento filosófico


Galera toda reunida


Familia sagrada


NAMASTÊ,

Luis Mauricio.

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Retiro do Aruna

Olás,

Na próxima sexta, estaremos no retiro do Aruna ( www.arunayoga.com.br ) que acontecerá em São Roque para uma "atualização" de conhecimentos, rever os amigos e praticar.

A vida é assim, temos que aplicar na prática toda a teoria que estudamos !! Difícil, mas é o único meio de trilharmos o verdadeiro caminho.

Namastê,

Luis Mauricio.

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Ashtanga em Atibaia

Folks,

E então mais uma prática aconteceu no final de semana passado, entre 31/10 e 02/11, em Atibaia.

Com a instrução e acompanhamento de Fernando e Sara, pude aprofundar minha prática pessoal e entender mais coisas - físicas, mentais, energéticas, psicológicas, espirituais - através da prática do Ashtanga, das Meditações realizadas e das conversas.


Agradeço imensamente a mais essa oportunidade e, com certeza, logo estarei de volta.
Algumas fotos:


Eu com Heidi, the "smilying baby" !!


Galera na caminhada


Almoço no Clube da Montanha
(Fernando, Luis, Sara, Bia e Regina)


Meditação


Na cachoeira, após uma intensa prática


Fernando e Sara: vocês são especiais. Parabéns por proporcionar às pessoas esses Workshops/Retiros. O sítio está simplesmente SHOW. Um grande abraço.

Namastê,

Luis Mauricio.

domingo, 11 de outubro de 2009

Asthanga - autotranscendência




Já sabemos que os Yamas, do Ashtanga de Patanjali, possui cinco "obrigações morais" que, de acordo com Georg Feuerstein, podem ser consideradas patrimônio de todas as grandes religiões:

- Ahimsa (não-violência);
- Satya (veracidade);
- Asteya (honestidade);
- Brahmacharya (castidade);
- Aparigraha (desapego);

Afirma-se que cada uma dessas cinco virtudes, quando plenamente dominada, dá a seu possuidor certos poderes paranormais (siddhi).

A perfeição da não-violência, por exemplo, cria ao redor dos yoguins uma aura de paz que neutraliza, na presença deles, todos os sentimentos de inimizade e até mesmo de a hostilidade natural que existe entre certas espécies de animais, como o gato e o rato ou, como preferem dizer os comentários de Yoga, a serpente e o mangusto.

Com a perfeita veracidade, os yoguins adquirem o poder de fazer com que suas palavras sempre se realizem.

A perfeição da virtude do não-roubar (honestidade) faz com que obtenham, sem esforço, tesouros de todo tipo, ao passo que o não-cobiçar (desapego) é a chave para o conhecimento do nascimento atual e dos nascimentos anteriores, provavelmente porque o apego ao corpo-mente é uma forma de cobiça ao passo que o não-cobiçar implica um alto grau de desapego em relação às coisas materiais - o corpo inclusive - o que faz vir à tona as lembranças esquecidas a cerca das existências anteriores.

Por fim, quando os yoguins firmam-se na virtude da castidade, adquirem grande vigor. Todos os textos de Yoga concordam em que a abstinência sexual não faz do yoguin um fraco. Muito pelo contrário, fortalece-lhe o corpo e torna-o especialmente atraente para o sexo oposto - fato que, como alguns yoguins descobriram, pode ser uma benção ou uma maldição.

Boas práticas !

Namastê,

Luis Mauricio.

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Ashtanga Yoga em Sorocaba

Amigos,

É com muita alegria que divulgamos o Workshop de Ashtanga Yoga, o primeiro em Sorocaba, a ser realizado no Estúdio Regina Claro (www.estudioreginaclaro.com.br) com os instrutores Sara Dubois e Fernando Pacheco.

Vejam o currículo deles abaixo, bem como os contatos para as inscrições:

FOLDER DIVULGAÇÃO


SARA DUBOIS E FERNANDO PACHECO


A prática do Ashtanga Yoga é diferente do que fazemos em nossas aulas, mas a essência é o Yoga. Nessa técnica, segue-se uma sequência fixa de ásanas, e quanto mais praticamos, mais sentimos os efeitos e os benefícios da mesma.

Espero que todos tenham a oportunidade de praticar, porque é uma grande chance para conhecer essa maravilhosa técnica e com quem de fato entende do assunto.

Favor entrar em contato para as inscrições.

Grande abraço, Namastê, hari OM,

Luis Mauricio

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Ashtanga Yoga em Atibaia - Maio 2009

Pessoal,

Seguem algumas fotos da prática realizada em ATIBAIA com Fenando Pacheco e Sara Dubois nos dias 1, 2 e 3 de Maio. Nem preciso dizer quão benéfico foi a prática em si, muito menos elogiar esse grande casal (e sua pequena Heidi!!), os quais nos acolheram como ninguém !! Obrigado !!


Alguns momentos:



Luis na prática: Padmasana (pulmões à mostra!), Utkatasana e Marichasana D (ajustado pela Sara)


Em frente à Escola Ashtanga Yoga Atibaia


Luis com a família: Fernando, Sara e Heidi



Namastê,


Luis Mauricio

sábado, 25 de abril de 2009

Tempo e prática

Olás,


Esse texto nos mostra claramente a relatividade do tempo e como, de fato, devemos aproveitá-lo. Boa leitura !



Havia uma vez um rishi, um sábio, que praticou exercícios de austeridade (tapas) durante toda sua vida. Quando estava por morrer, revela-se frente a ele Brahma, o Criador, e disse: "já que você fez tanto esforço, vou lhe conceder um pedido. Diga-me o que quer."

O rishi responde: "me dê por favor mais cem anos de vida."

"Mais cem anos? Mas para que?"

"Necessito estudar os Vedas."

Brahma concede o pedido. Transcorrido esse tempo, o sábio e o deus se encontram novamente. Brahma diz: "agora chegou a tua hora. O prazo acabou."

Mas o rishi implora: "me dê outros cem anos, preciso mais tempo para entender os Vedas."

Com aquela paciência infinita que somente os deuses sabem ter, Brahma outorga o segundo pedido. Passado aquele século, eles se reencontram. O deus quer levar o sábio desta vida, mas ele não desiste e pede: "me dê por favor mais cem anos, há coisas que ainda não consigo entender."

Brahma concorda e assim passam mil anos mais: o rishi pedindo mais e mais tempo para estudar, o deus aquiescendo com piedade infindável. No final, vendo que não conseguia acabar de entender as escrituras, o rishi, desalentado, pergunta ao deus: "porque nunca termino?"

Ele responde: "porque você não está fazendo Yoga. Porque não serve para nada estudar os Vedas se você não os coloca em prática, e a prática do conhecimento vêdico é o Yoga".



Leia o texto completo na fonte:
http://www.yoga.pro.br/artigos.php?cod=44&secao=3017


Namastê,

Luis Mauricio.

segunda-feira, 30 de março de 2009

Prática no Parque Campolim - Sorocaba

Olá pessoal,

Seguem algumas fotos da prática que fizemos no Parque Campolim, em Sorocaba, acompanhados de nosso amigo de jornada, Fernando Carvalho, instrutor de Yoga (www.fronteiradoprana.blogspot.com).



esticando em ADHO MUKHA SVANASANA


libertação em TADASANA



Esperamos que nos próximos encontros possamos reunir as pessoas para unir as Energias. Todos estão convidados !!

Namastê,

Luis Mauricio.

terça-feira, 10 de março de 2009

Yoga e Saúde

Muito se fala sobre Yoga nos diversos meios de comunicação. Por vezes, torna-se difícil "triar" essa gama toda de informações e saber o que real e o que se tornou mito.


O Yoga (palavra masculina derivada do sânscrito, literalmente quer dizer União) é uma das seis Escolas Filosóficas da India. Havia uma enorme quantidade de ensinamentos sobre essa prática (evidências apontam para 9.000 anos), mas somente quando Patanjali (sábio indiano que viveu no século II) codificou toda a informação no Yoga Sutra, por volta de 150d.C., é que o Yoga foi considerado uma Escola.


Por se tratar de uma filosofia, aborda diversos aspectos do ser humano: físicos, emocionais, psicológicos, energéticos, entre outros. Para quem busca os benefícios da prática, é importante saber como ela pode auxiliar no dia-a-dia para melhorar a saúde e promover a paz interior tão desejada por todos.


Existem diversas linhas de Yoga que foram se diversificando a partir de uma mesma fonte (devido à cultura, região, mestres, entre outros fatores), dentre eles o Hatha Yoga. Essa vertente trabalha com a parte física/corporal para se obter os resultados desejados, por isso as aulas dessa modalidade utilizam técnicas específicas como os ásanas (posturas), exercícios de respiração, de concentração, relaxamento e meditação.


Em poucas semanas, com uma prática assídua (indicado um mínimo de duas vezes por semana) o iniciante pode sentir os benefícios do Yoga. Sua flexibilidade aumenta, a ansiedade diminui, bem como o estresse. Além disso, os sistemas respiratório, digestório, circulatório e nervoso são extremamente beneficiados com a prática, pois as técnicas utilizadas atuam diretamente nesses.


A prática do Yoga é indicado para todas as pessoas. Algumas observações são importantes: as crianças têm um melhor aproveitamento quando iniciam à partir dos 7 anos. Gestantes já praticantes podem continuar até o 7º mês de gravidez (sempre com acompanhamento médico), já àquelas que querem começar depois de engravidar, o ideal é fazer aulas particulares ou procurar turmas de gestantes. A terceira idade é extremamente beneficiada com técnicas completamente acessíveis e voltadas para suas necessidades, principalmente priorizando coluna, juntas e respiração (sempre devem ser acompanhados por um médico).


Encontrar o caminho do meio no mundo atual é um verdadeiro desafio, e com uma ferramenta como o Yoga ao alcance de todos isso é complemente possível. Pratique, sinta-se em paz e com muita saúde.



NAMASTÊ,


Luis Mauricio.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Prática de Yoga em Bombinhas-SC

Seguem algumas fotos da prática realizada em Bombinhas, no maravilhoso litoral de Santa Catarina, período pré-carnaval.































Namastê,

Luis Mauricio.